22 janeiro 2009

O papel de Elisa Ferreira

O objectivo principal de Elisa Ferreira nestas palavras não é lutar pela regionalização, mas apenas tentar "entalar" Rui Rio, seu adversário nas eleições autárquicas à CM Porto.

Elisa sabe que recentemente, Rui Rio disse estar a favor da regionalização, por causa do actual cenário político. E sabe também que não há muito tempo, Manuela Ferreira Leite disse ser contra a divisão de Portugal em regiões.

Sabendo que Rui Rio é o 1º vice-presidente do PSD e é fiel a Manuela Ferreira Leite, a candidata socialista à CMP tenta reacender este tema de forma a retirar alguma vantagem sobre na candidatura á autarquia nortenha.

Mas Elisa Ferreira sabe que Rui Rio é coerente e intelectualmente honesto. Caso seja necessário Rui Rio falar novamente sobre regionalização, fá-lo-á sem medos. Elisa sabe-o bem, mas tem de desempenhar o seu papel.

Edit 23 Jan 2008: tal como eu tinha dito, Rio não tem medo de falar nesta questão

6 comentários:

Menina Tirsense disse...

Quase chego a depreender, por estas suas palavras, que a Dra. Elisa Ferreira anda na política a fazer fretes, e que orienta a sua acção de acordo com a do adversário. Tenha dó! Conhece, ao menos, o excelente currículo de Elisa Ferreira? Acha, porventura, que ela apenas fala em regionalização para afrontar Rui Rio? Que grande ego têm os social-democratas!

Luis Melo disse...

Cara Menina Tirsense,

Gosto de ver conterrâneos meus acedendo ao meu blogue, seja bem vinda. Mas permita-me que lhe diga que não gosto do seu "tom".

Não pense que vai fazer aqui, o que faz nas caixas de comentários de outros blogues. E é excusado vir depois acusar-me de não dar voz a quem é contra o que digo. Simplesmente não admito aqui peixeiradas e insultos.

Conheço bem o exclente currículum de Elisa Ferreira e sei que é das pessoas mais capazes e inteligentes que anda pelo PS. Admiro-a de alguma forma.

Daí ter dito o que disse aqui sobre a razão pela qual se candidata e também o que disse aqui sobre o seu papel.

Não se trata de uma questão de egos, mas apenas de uma análise política da situação (feita por mim)

Menina Tirsense disse...

Caro Luís,

Deixe que lhe diga, e só publica este comentário se quiser, que está enganado quanto à autoria do que classifica, e bem, como peixeiradas e insultos. Insultos de que tenho sido vítima, desde que criei o blog. Quem não se sente não é filho de boa gente, e eu nem sequer questiono a valia dos meus pais. O que se passa nos blogs de Santo Tirso é uma pouca vergonha e sim, pequei por ter deixado a coisa ir tão longe. Há muito tempo que devia ter começado a fazer o que apenas ontem decidi: dar desprezo a quem calunia só por não estar do mesmo lado da barricada. Não considero que seja o seu caso, como também não considero que tenha sido mal educada ou que o tenha insultado no meu anterior comentário. Muito gostava que as pessoas de Santo Tirso deixassem de debater o acessário e passassem a centrar-se no essencial! Pode ajudar-me nisso? Ou terei de levar com comentários sobre vassouras e escovas, de pessoas que coscuvilham tudo o que digo para apontarem alegadas contradições, só porque cismaram que eu trabalho na Câmara? Desculpe o desabafo, mas não estou habituada a ser tão maltratada apenas por ter opinião. Boa noite, e desculpe qualquer coisa.

Luis Melo disse...

Cara Menina Tirsense,

O que se passa nos blogs de Santo Tirso é de facto vergonhoso. Todos os participantes apenas querem insultar o próximo, aproveitando a maior arma da blogosfera, o anonimato.

É uma coisa de baixo nível e que, por isso, não tem interesse nenhum. Daí eu não participar em nenhum dos "debates" nessa blogosfera Tirsense.

Reconheço no entanto, que existem blogues bem intencionados. Mas escuso-me a ir comentar, porque dando a cara, arrisco-me a ser logo insultado por ser "isto" ou "aquilo". Enfim...

Quanto ao meu comentário anterior, mantenho o que disse. E proferi-o apenas por causa disto: Tenha dó! ... Conhece, ao menos, o excelente currículo de Elisa Ferreira? ... Que grande ego têm os social-democratas!. Enfim, desnecessário no seu 1º comentário.

Mas tudo bem, volte mais vezes.

Menina Tirsense disse...

As minhas desculpas então, porque não pretendia ser ofensiva. E acho que faz muito bem em não andar por lá. Acho que doravante também vou tentar abster-me de comentários e concentrar-me apenas no meu blog. Afinal, criei-o para poder dizer o que penso e não para ouvir o que os outros pensam, nem para ser enxovalhada por eles. Vergonhoso é, de facto, a palavra certa. Aqui voltarei, de certeza, mais vezes. Até breve.

José disse...

Depois de passar vários anos no parlamento europeu, será que a Câmara do Porto representa um passo em frente na vida política de Elisa Ferreira? Se ganhar, claro que sim. Mas será que está bem preparada para o cargo?

Parece-me que qualquer candidato à Câmara terá que se confrontar com enormes problemas.

Comecemos com o urbanismo. O Porto continua a ser uma cidade com muitos cruzamentos. Uma cidade onde há um cruzamento de 100 em 100 metros não pode deixar de ter um problema de trânsito. O estacionamento está pouco regulamentado.

Para além disso, a recente crise imobiliária deixou um excesso de oferta de apartamentos na cidade, o que vai provavelmente provocar uma crise prolongada no mercado imobiliário da cidade e partindo, no tecido urbano.

Será que aquilo que EF aprendeu lá fora tem alguma aplicação na resolução destes problemas? Será que dispõe de poderes suficientes para contrubuir para a sua resolução?