25 outubro 2008

Uma data de gatunos, ladrões e xupistas

Uma auditoria do Tribunal de Contas, aos pedidos de serviços de consultadoria feitos pelo Estado considerou insuficiente a explicação disponível para estas despesas. O Estado gastou entre 2004 e 2006, 134 M€ em estudos, pareceres, projectos e consultadoria.

Com milhares de funcionários e dezenas de serviços competentes para o efeito, o estado continua a contratar a externos, serviços deste tipo.

É a isto que se chama "mama". São estes os "xupistas". Empresas que são das relações dos governantes, e que enriquecem á custa do dinheiro dos contribuintes. Engraçado é ver que, seja o governo qual for, há sempre algumas destas empresas que são as mesmas.

Curioso também, é verificar que a maioria destas empresas são da área de Lisboa. Será coincidência? Só em Lisboa existem empresas competentes? Não há nenhuma empresa competente no Porto, Aveiro, Braga, Viseu, Bragança, Coimbra?

2 comentários:

AP disse...

Excelente a sua observação sobre as empresas contratadas serem da área de Lisboa. Muito curioso mesmo... Ou não!
Mais uma vez fica patente como estamos governados, desde há décadas, por uma oligarquia. O nosso país de Democracia tem apenas o nome.
Não podemos esquecer também que 55% da população depende directamente do estado (função pública, forças armadas, forças de segurança, pensionistas, reformados e seus familiares), o que é deveras preocupante, pois é a maioria do eleitorado...

Luis Melo disse...

É uma verdade que, enquanto milhões de pessoas dependerem directa ou indirectamente do estado, este país será sempre mais atrasado em relação aos parceiros europeus.